Essa receita surgiu quando tive vontade de comer algo mais molhadinho como um “Beef Bourguignon” porém cremoso como um curry; inventei esses legumes ao forno com um molho rústico. Parece uma refeição complexa, mas é ULTRA simples de fazer! 

E para acompanhar nosso bourguignon vegetal cremoso, nada melhor do que um:  purê, com P de perfeito e de proteico!

Esse purê é tudo que há de bom, cremoso, saudável, nutritivo, faz carinho na barriga e é fácil fácil de fazer! 


 

Bourguignon Vegetal Cremoso

INGREDIENTES BOURGUIGNON:

- Cenouras
- Cogumelos (preferencialmente champignon, mas pode ser o que preferir ou tiver em casa)
- Cebola
- Alho
- Leite vegetal (meu favorito para essa receita é o de castanha de caju, mas você pode usar qualquer outro desde que não seja adoçado e que preferencialmente tenha um sabor neutro)
- Outros legumes que tiver em casa (meus favoritos pra essa receita: salsão, rabanete, couve flor ou brócolis)
- Vinho tinto Vegano (opcional)

INGREDIENTES DO PURÊ:

- Batatas
- Tofu 
- Alho frito
- Cebolinha
- Azeite, sal e pimenta preta à gosto


PERCEBA:

Sim! Essa receita não tem quantidades de ingredientes. Porque assim como a grande maioria das receitas salgadas: tanto faz! Quem entende um pouco de cozinha bem sabe que muitas vezes a quantidade dos ingredientes é questão de gosto. Se você gosta mais de alho, refogue dois. Se gosta mais de cebola, refogue um alho e adicione uma cebola...e por aí vai. Por isso hoje estou trazendo essa receita bem ~freestyle~ que tem um modo de fazer bem especial mas que pouco se importa se você vai usar duas cenouras ou uma. Então confere o que tiver na sua geladeira, pega os legumes e vem pro preparo!

PREPARO:

1) Cortei os legumes rusticamente e coloquei para assar algumas cenouras laranjas e roxas, cebolas
, e os cogumelos, com sal, azeite, pimenta preta e alecrim.

2) Deixei no forno até ficar bem sequinho, cerca de 30 à 40 min à 210ºC. Depois joguei na forma um pouco de leite vegetal (que você pode fazer em casa rapidamente com castanha de caju, por exemplo), o suficiente para criar aquele molhinho marrom das fotos. Se quiser um molho mais denso, reduza seu leite vegetal no fogo médio antes de jogá-lo na forma, ou faça-o menos líquido. Se quiser que seu bourguignon REALMENTE tenha carinha de bourguignon tradicional, você pode acrescentar meia xícara de vinho tinto sobre os seus legumes antes de levar forno! Eu particularmente não sou tão fã, mas vai do gosto (e da tradição) de cada um!

3) Enquanto os legumes estávam no forno, fiz o purê:  d
escasquei as batatas, cortei rudemente e levei pra cozinhar, quando espetei o garfo e elas estavam molinhas, eu escorri a água e coloquei as batatas num refratário fundinho, joguei sal, pimenta preta, azeite e depois complementei com açafrão pra ficar mais amarelinho. 

4) Depois de colocar os temperos eu amassei bem com um garfo (porque eu ainda não tenho um amassador de batatas, mas pretendo fazer esse investimento logo mais hahah se você tem um, pode usá-lo).

5) Nesse momento, nosso purê teoricamente já está pronto, mas ele ainda não está tão cremoso, então eu pego alguns pedaços de tofu e bato no processador com metade das batatas até virar um creme uniforme (o tipo do tofu não altera o quão cremoso ele fica, apenas altera a firmeza, então se for tofu soft ficará cremoso e molinho e se for um tofu firme ficará cremoso e denso - vai da sua preferência). Então eu pego esse creme e misturo com o restante das batatas amassadas no garfo. Por que bater apenas metade do purê? Se você bater tudo, ficará com uma consistência pegajosa demais, se bater metade, teremos no purê: o equilibrio entre a consistência rústica das batatas amassadas na mão, e a consistência cremosa das batatas processadas. Se você tiver um mixer, esse é um ótimo momento para usá-lo direto na travessa processando apenas algumas partes do purée. Se não, use o liquidificador ou processador.

6) Sirva o purê de batatas cremoso finalizado com cebolinha, alho frito e sucesso!

**Percebam que as minhas cenouras já estavam começando a murchar: essa receita é ótima pra fugir do desperdício, usem os legumes que quiserem, o importante é caprichar, não tenha medo dos temperos, vá provando e testando, que no fim dá certo


Não há certos e errados na gastronomia vegana, o certo é você ser feliz e permitir o mesmo aos animais, o resto a gente inventa! Espero que gostem dessa receita!

Não se esqueça de fotografar e postar uma foto nos stories marcando o @palmavegan pra que eu possa ver a sua versão! Um beijo enorme, #considereoveganismo e até a próxima!

© 2020 Todas as imagens e receitas são de autoria de Juliana Palma e estão protegidas pelas leis de direito autoral

  • Instagram