No outono o desejo por uma comida quentinha, saborosa e nutritiva só aumenta. Uma torta densa não precisa ser "pesada" pro nosso estômago, e essa torta é prova disso.

 

A massa podre sempre foi a minha favorita e quando me tornei vegana achei que nunca mais a comeria. Recentemente, entretanto, decidi literalmente colocar a mão na massa e tentar criar uma massa podre vegana - o que parece um grande desafio pra quem entende de cozinha, afinal o ingrediente chave da massa podre é justamente a manteiga.

Mas com um pouco de criatividade e algumas substituições nada complexas criei essa massa deliciosamente vegana que não perde em nada pra uma massa com ingredientes de origem animal.

 

Olha só, mais uma facilidade pra você finalmente entrar pro veganismo, certo? 

Essa torta 100% livre de crueldade animal contém também cogumelos secos deliciosos e um creme de abóbora que vai te fazer querer comê-la em todas as estações do ano! 


Ficou curiosa? Segue o passo a passo, confere as fotos, e se delicie com esse pedaço de amor em forma de torta! E não esquece de postar uma foto dela bem linda no Instagram com a hashtag #receitapalmavegan para atrair cada vez mais pessoas pro movimento! 

Torta de Outono

INGREDIENTES:

MASSA:

2 xíc farinha de trigo

1/2 col chá de sal

1/2 xíc óleo de coco (gelado)

80ml da água usada na hidratação dos cogumelos 

1 col sopa de melado

RECHEIO:

1/2 abóbora cabotiá pequena (cerca de 2 xícaras de chá quando estiver cozida e amassada)

1 xícara de cogumelos

manjericão fresco

raspas de limão 

azeite

sal 

seus temperos favoritos! Eu usei: páprica doce, fumaça em pó, alho e cebola em pó

PREPARO:

1) Começo lavando os cogumelos e em seguida colocando-os pra hidratar em um pouco de água morna, eu usei cogumelos chilenos porque eles tem um custo benefício melhor e são super saborosos, mas se você quiser pode usar qualquer outro cogumelo seco. Quando o cogumelo estiver macio escorra a água e reserve-a, pois vamos usá-la na massa!

 

***obs. Se quiser usar um cogumelo fresco, terá que refogá-lo no azeite e sal antes de colocá-lo no recheio, e precisará substituir a água do cogumelo que vai na massa por uma água com temperinhos, mas essa opção também é gostosa!

2) Depois coloco minha abóbora para cozinhar em água fervente com sal, pico em pequenos pedaços para facilitar e vou espetando com um garfo. Quando estiver bem bem molinha, já pode tirar da água e retirar a casca com a ajuda de uma faquinha. Depois é só amassar bem, acrescentar seus temperos favoritos, um cheiro de azeite e sal e reservar. 

3) Hora da massa! Comece misturando as duas xícaras de farinha de trigo branca com o sal. Depois acrescente o óleo de coco, nesse momento é melhor que ele esteja em uma textura mais pastosa, eu recomendo que você deixe-o na geladeira algumas horas antes de começar a receita e retire-o um pouco antes de iniciar para atingir essa textura. Misture a farinha salgada com o óleo usando as pontas dos dedos, e acrescente a água do coguelo aos poucos, lembrando que o ideal é esperar a água do cogumelo esfriar, então é uma boa colocá-la na geladeira também.

4) Sove a massa suficientemente para que ela fique homogênea, mas não precisa sovar muito não, pois nós não queremos que o glúten se desenvolva demais. Quando a massa estiver uniforme, abra-a com um rolo e coloque-a sobre uma forma de metal com fundo removível.

 

***Lembrando que nada de jogar o excessos da massa fora hein, corte-os das bordas e reúna-os para fazer a finalização por cima da torta! Na minha eu fiz algumas fitas trançadas, mas você pode usar a sua criatividade como bem quiser, então reserve-os.

5) Agora que sua massa está devidamente encaixada na forma, leve-a ao congelador *e não pule essa parte* pois é essa ida ao congelador que vai impedir sua torta de se derreter todinha e virar uma torta levinha e quebradiça que desmancha na boca!

6) Deixe de 20 à 30min no congelador (dependendo da potencia do seu freezer - então quando der 20min já confira se ela está levemente durinha, se sim, pode tirar). Deixei seu forno pré-aquecendo e retire sua massa do freezer. Pincele o melado de cana pra dar aquele bronze na massa e acrescente o recheio, fazendo uma camada do nosso purê de abóbora e distribuindo os cogumelos por cima.

Finalize com sua decoração de massa, fitas, tranças ou o que quiser e finalmente leve ao forno por cerca de 1h à 220ºC!

​Não há certos e errados na gastronomia vegana, o certo é você ser feliz e permitir o mesmo aos animais, o resto a gente inventa! Espero que gostem dessa receita! Não se esqueça de fotografar e postar uma foto nos stories marcando o @palmavegan pra que eu possa ver a sua versão! Um beijo enorme, #considereoveganismo e até a próxima!

© 2020 Todas as imagens e receitas são de autoria de Juliana Palma e estão protegidas pelas leis de direito autoral

  • Instagram